sexta-feira, 9 de maio de 2014

Saudades do tempo em que ser crente era renunciar ao mundo.


Hoje vivemos em dias que ser crente é uma questão de mera adaptação e não de transformação real. Muitos desejam seguir a Cristo mas não desejam deixar de seguir a satanás.
Querem servir a Deus mas não desejam ou aceitam consertar erros em sua vida. Não desejam abandonar vícios, mentiras, desonestidade, jugo desigual, pecados ocultos, etc... São apenas religiosos (e mesmo assim, péssimos religiosos).
Não entenderam que não há como seguir a dois senhores ou não seguir nenhum deles, ou servirá a um ou servirá ao outro, ou seguirá um caminho ou seguirá o outro.
Hoje em dia ser crente virou um passatempo de final de semana e olha lá... virou apenas uma brincadeira ou "modinha" sem maiores implicações...
A verdade é que vida cristã é acima de tudo, uma vida de renúncia e obediência. E essa renúncia e obediência são facilmente exercidas pelos que são verdadeiramente nascidos de novo, salvos e remidos pelo sangue de Cristo. Os que somente se dizem crentes ou cristãos (os chamados crentes nominais) não conseguirão jamais viver como tal. Serão sempre uma "caricatura de segunda", uma forma "genérica", "barata" e falsificada de um verdadeiro discípulo de Cristo. Sempre serão motivo de vergonha e mau testemunho para os de dentro e os de fora. Sempre deverão ser alvo de nossas orações, orientações e repreensões (banhados em amor cristão). Sempre trarão para si (se não houver arrependimento e verdadeira conversão) repentina destruição e condenação.
Essa é a verdade.
Doa a quem doer.

PrMagdiel G Anselmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...