terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Crentes são descartáveis ou são importantes mesmo quando estão longe?



Os que me conhecem, já congregaram comigo ou foram membros nas igrejas que já pastoreei ou pastoreio atualmente, sabem que não desisto de orar e amar os que se afastaram do rebanho do Senhor. Alguns me dizem pra esquece-los e olhar pra frente, outros, me dizem que não eram do rebanho mesmo, ainda outros, que é assim mesmo... Não acredito em nenhuma dessas afirmações. A Bíblia não me orienta a esquecer de irmãos como se eles jamais tivessem existido e feito parte de nossas vidas. A Bíblia nos revela que sempre há uma oportunidade para os que são de Jesus. E como não posso julgar a salvação de ninguém, sempre os considerarei meus irmãos em Cristo (alguns mesmo como meus filhos e filhas queridas que nasceram na fé diante de meus olhos).

Podem me chamar de bobo por isso, mas sei que não sou.

Continuarei amando as pessoas, não importando se por elas sou amado. Amar não significa se omitir em falar a verdade. Amar não é um simples sentimento bobo, sem sentido... Amar é se importar com as pessoas, é buscar orienta-las mesmo que não percebam, não ouçam ou rejeitem esse ensino. Amar é acompanha-las (às vezes mesmo de longe, sofrendo por elas, como no caso bíblico do filho pródigo), é interceder por elas com lágrimas aos pés do Senhor, é não desistir porque não vê resultados ou respostas... Amar é amar.
Não busco reconhecimento por isso, busco vidas aos pés da Cruz para o meu Jesus. Sei que só assim serão realmente felizes. Sei a quem tenho seguido e servido. Sei que Deus pode transformar pessoas. Sei que um dia fui também como eles... Sei que amor demais nunca fez mal a ninguém. 
Eu que o diga, não é mesmo meu Senhor?
Por isso, assim como Jesus não desistiu de mim, não desisto de clamar a Ele por você. 


Pr. Magdiel G Anselmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...