domingo, 5 de janeiro de 2014

A doutrina do Pecado (A queda do Homem) - Hamartiologia

Seguindo a proposta de escrever e analisar as doutrinas bíblicas fundamentais vejamos agora a doutrina do pecado.
Tudo foi criado por Deus e isso inclui o Homem. 
Sendo ele, Homem, criado à imagem e semelhança de Deus, foi-lhe dado o domínio sobre as outras criaturas e criações, ficando  ele a  habitar  juntamente com sua esposa (adjutora), Eva, no jardim do Éden ou jardim de Deus.
Tinha tudo que precisava para viver tranquilamente e feliz, gozando da vida com Deus, obedecendo e tendo comunhão com seu Criador e realizando o trabalho de exercer o domínio e autoridade sobre o mundo que Deus lhe entregara (Salmo 115:16).
Porém, surgiu um intruso no jardim de Deus que seduzindo Eva, fez com que ela desobedecesse a uma ordem expressa de Deus levando consigo nesta desobediência também a seu marido Adão. Desta forma, Adão e Eva foram expulsos do Éden pelo próprio Deus e daí em diante o Homem passou a estar separado de Deus devido a este pecado original (Romanos 5: 12).
Vejamos a seguir mais detalhadamente os passos desta queda do Homem:

A Provação:
a) A árvore da ciência do bem e do mal: 
Sendo o Homem criado um ser moral, semelhante a Deus, com natureza santa, tinha condições, naquele momento, de escolher entre o bem e o mal, diferente de hoje que não tem mais o conhecimento do certo e do errado devido ao pecado que passou a toda humanidade. Ele naquele momento foi posto à prova pelo seu Criador. A árvore da ciência do bem e do mal foi colocada ali entre as outras árvores para servir de teste, para provar se o Homem livremente escolheria servir a Deus (Gênesis 2:15-17; 2:9).

b) A capacidade de obedecer: 
Não se sabe ao certo quanto tempo durou o período de provação, mas o Homem poderia obedecer a Deus, pois ainda não havia sido contaminado pelo pecado. Percebe-se que mesmo o Homem em um estado de inocência como este que vivia naquele momento inicial de sua criação, tinha grandes dificuldades em suportar as tentações do “diabo” sem a ajuda de Deus. Após sua queda, a probabilidade dele suportar as tentações resumiram-se a zero, tendo hoje uma incapacidade total de compreender o mundo espiritual e distinguir entre o bem e o mal, a não ser que Deus o guie a compreensão disto.

A Astúcia Satânica:
a) Satanás usa a serpente: 
Ele usou-a como instrumento. Nela satanás aparece como “um anjo de luz” (II Coríntios 11:14);

b) A espera de uma oportunidade: Eva era o “vaso mais fraco”. Satanás aproveitou-se dessa circunstância para assediá-la (I Pedro 3:7);

c) Uma insinuação duvidosa: A serpente inicia a conversa insinuando e semeando a dúvida quanto à Palavra de Deus: “É assim que Deus disse...?” Então a mulher começa um debate com o diabo, demonstrando que ela tinha conhecimento das palavras de Gênesis 2: 16,17, todavia ela falsificou a ordem de Deus ( compare Gênesis 2:1617 com 3:13), deixou de lado as expressões “todas” e “livremente” e então acrescentou “nem tocareis nele” e abandonou  as palavras “no dia que comerdes, certamente morrerás” para “ que não morrais”.

A Queda:
Vendo a mulher... tomou do fruto e comeu, e deu também ao marido e ele comeu”. (Gênesis 3:6).
a) Eva crê no tentador - Lemos na Bíblia que Eva foi enganada. Creu em uma mentira que começou com a distorção da Palavra de Deus (I Timóteo 2:14);

b) Eva obedece ao tentador: Ao estender a sua mão, apanhou o fruto e o comeu, consumou-se sua rebelião contra o Criador e sua queda fatal que a tornou escrava de satanás;

c) Levou o marido a participar - “deu também ao marido e ele comeu”.  Eva tornou-se a tentadora para seu marido. Não só caiu, mas levou-o também imediatamente a cair.

CONCLUSÃO:
Com a desobediência a ordem expressa de Deus devido a incredulidade de Eva e Adão, o pecado se infiltrou na criação de Deus causando a separação da criatura do Criador. De sua posição de santidade e inocência, o Homem se viu agora expulso do jardim de Deus tendo que trabalhar para sobreviver e ficar sujeito aos ataques constantes de satanás que com o pecado original cegou o Homem para as coisas de Deus. 
O Homem estava condenado pelo seu erro, e esta punição seria terrível e eterna se Deus não providenciasse a solução para a Sua criação decaída.

  
AUXÍLIO AO ESTUDO DOUTRINÁRIO.
Texto para meditação: Gênesis 2: 15-17; 3: 1-13
Texto para memorização: Gênesis 3:6 ; Tiago 4:7


Pr. Magdiel G Anselmo.

Um comentário:

  1. Como é trágico dar trela a quem não merece confiança! A mulher caiu por cobiça tb. Sim, caiu devido à concupiscência dos olhos, a concupiscência da carne e soberba da vida. A mulher, que foi criada para ser adjutora idônea, acabou por atrapalhar toda a carreira do seu marido e de toda a humanidade.Triste situação. Nós, mulheres, precisamos vigiar muito, pois podemos ser seduzidas(característica feminina) pelo belo, pelo saboroso, pelo vantajoso.

    ResponderExcluir

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...