domingo, 5 de janeiro de 2014

A doutrina da Salvação - Soteriologia - O plano de Deus em ação.

Prosseguindo na análise das doutrinas bíblicas fundamentais chegamos ao plano de Deus para salvar o pecador arrependido pois, como vimos na postagem anterior, o Homem se separou de Deus devido ao pecado. Estava condenado para sempre (Romanos 3: 10-18, 23; 5: 12).
Mas, Deus em seu infinito amor e misericórdia resolveu salvar alguns dentre todos que se perderam. Já havia sido planejada por Ele uma forma destes serem salvos de tão grande e terrível condenação eterna. Este plano para salvação do Homem é o que vamos abordar agora.
Devido a pena que o Homem devia pagar por seu pecado (Romanos 6:23), para ser salvo, alguém teria que pagá-la em seu lugar. Desta forma, juridicamente, poderia obter a absolvição de sua punição. Deus então envia seu único Filho para morrer em lugar do Homem pecador (João 3:16) e então aqueles que cressem na obra salvífica de Jesus Cristo na cruz do Calvário obteriam de Deus o perdão e, por conseguinte a salvação da condenação eterna.
Deus Filho então se fez Homem e habitou entre os homens (João 1:14) e morreu numa cruz, ressuscitando ao terceiro dia e dando aos que iriam crer e reconhecê-lo como seu Salvador pessoal o cumprimento do plano de Deus para a salvação dos escolhidos.

A doutrina da salvação é chamada de Soteriologia e se divide em três aspectos principais:

1. Conversão, Justificação, Regeneração e Adoção;
2. Santificação e
3. Glorificação.
Vamos a uma rápida explicação sobre cada aspecto mencionado acima:

1. A Conversão, Justificação, Regeneração e Adoção do salvo:

A Conversão é o resultado do chamado eficaz na vida de um pecador condenado. Acontece quando o Evangelho é pregado e então é comunicada vida através desta Palavra revelando e despertando o pecador para sua condição de condenado e separado de Deus, produzindo arrependimento e fé. Em conseqüência disto, este pecador arrependido movido pelo Espírito Santo e convencido por este, reconhece Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador pessoal entregando a Ele sua vida e se comprometendo em segui-lo. Esta mudança radical nos conceitos, princípios e valores deste pecador é chamada de Conversão.

A Justificação é o ato de Deus em considerar este pecador convertido, justo ou justificado pelo que Cristo fez por ele. A sua falta ou transgressão foi perdoada e agora Deus o considera justificado, mediante o sacrifício do Senhor Jesus Cristo que pagou a dívida que havia contra ele na cruz do Calvário.

A Regeneração também da mesma forma é a obra realizada neste pecador arrependido que o tornou “nova criatura”. Ele foi regenerado, ou seja, restaurada foi a sua condição de ter acesso a Deus e ter comunhão com Ele.

A Adoção é o ato de Deus considerar este pecador arrependido e convertido, Seu filho. Mesmo não tendo natureza divina, Deus adota o homem regenerado e justificado como Seu filho e o faz membro de Sua família e co-herdeiro com Cristo.

Obs.: 
Vale ressaltar que a conversão, a justificação, a regeneração e a adoção são instantâneas, completas e integrais, não são processuais, ou seja, acontecem no momento que o pecador arrependido volta-se para Deus. Não há como mudar isso muito menos perder o que foi dado por Deus. São aspectos instantâneos, completos, eternos e imutáveis da salvação de um indivíduo escolhido por Deus.

2. A Santificação
Este aspecto da doutrina da salvação (Soteriologia) não é instantâneo. Ela é um processo na vida do cristão. À medida que este cristão vai entendendo os princípios e valores de Deus revelados em Sua Palavra, ele vai deixando os velhos hábitos e atitudes da velha natureza. O caminhar com Cristo denota mudanças em todas as áreas da vida e este processo de transformação chama-se Santificação. Isso só acontecerá e acontece com quem já é salvo e tem o Espírito Santo habitando-o e ensinando e convencendo do que é certo, do que é errado, do que convém e do que não convém a um filho de Deus.
Este processo varia de cristão para cristão, pois quanto mais o cristão nascido de novo busca conhecer a Deus através da oração e leitura, meditação, memorização e estudo da Bíblia mais ele crescerá espiritualmente e mais santificada será sua vida em decorrência disto.

A Perseverança
Este aspecto da doutrina da salvação é importante pois todo cristão deve saber que o próprio Deus cuidará para que o salvo tenha forças para continuar em sua caminhada cristã até sua morte. Deus, através da terceira pessoa da Trindade, o Espírito Santo, confortará nas horas difíceis, fortalecerá nos momentos de lutas e dará a este filho(a) de Deus condições para não abandonar a fé que foi uma vez comunicada a ele.
Esta realidade nos consola, pois sabemos que em todas as situações de nossa vida, podemos ter a certeza que Deus está conosco, (Emanuel - Deus Conosco), e ainda que nos sintamos fracos, sós ou tristes temos a quem recorrer. Os que são do Pai ninguém arrebatará. (João 10: 27 - 29). 
Uma vez salvo, salvo para sempre.

3. A Glorificação
Este último aspecto da doutrina da salvação acontecerá quando da volta de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Quando a igreja for arrebatada aos céus e ir ao encontro de Cristo nas nuvens. Todo salvo em Cristo, sejam os mortos ressuscitados assim como os vivos arrebatados terão seus corpos transformados em corpos incorruptíveis e se apresentarão ante a presença de Cristo (I Tessalonicenses 4: 16,17).
Este aspecto é o ponto culminante da doutrina da salvação, é a hora em que a Igreja, a noiva, encontra-se com seu noivo e Senhor, Jesus Cristo, à partir deste encontro o próprio Cristo conduz Sua noiva para o lugar que foi preparado para ela, sua morada para todo o sempre.  


AUXÍLIO AO ESTUDO
Texto para Meditação                                         Texto para Memorização
João 10: 1 - 18; 22 - 30                                         João 10: 10,11
Romanos 9 ; Efésios 1: 1-14

Pr. Magdiel G Anselmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...