terça-feira, 2 de julho de 2013

Reunião na Carpintaria


Contam que na oficina de carpintaria houve uma vez uma estranha reunião. Foi uma reunião das ferramentas para acertar suas diferenças.
O martelo exerceu a presidência, mas os participantes lhe informaram que teria que renunciar.
 
Ele então perguntou:
- Por que tenho que renunciar?

E a resposta veio rapidamente:
- Porque você faz muito barulho e, além do mais, passa o tempo todo golpeando, batendo em tudo que vê pela frente tentando fazer que todos se dobrem a sua força.

O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso da reunião o parafuso, dizendo que este dava muitas voltas para conseguir algo, ou seja, era muito enrolado. O parafuso concordou, mas por sua vez, exigiu a expulsão do prego, pois estava sempre se intrometendo em tudo. O prego concordou com a acusação, porém também exigiu a saída da lixa, porque era muito áspera no tratamento com os outros, entrando sempre em atritos. A lixa acatou a decisão, porém com a condição de que se expulsasse também o metro, que sempre ficava medindo os outros segundo a sua medida, como se fosse perfeito.
Nesse momento, entrou na oficina o carpinteiro, juntou todas as ferramentas e a madeira necessária e iniciou seu trabalho.
Utilizou o martelo e o prego para fixar as partes que eram para estar juntas, com a lixa retirou as pontas e tornou as extremidades lisas e macias, o metro foi utilizado para dar o tamanho ideal e o parafuso para unir e proporcionar um bonito acabamento. Finalmente, a rústica madeira se converteu em um fino móvel.
Quando o carpinteiro terminou o trabalho e saiu da oficina, a reunião deu prosseguimento. Foi então que o serrote tomou a palavra e disse:

- Senhores, ficou demonstrado que todos temos defeitos, mas o carpinteiro trabalha não com nossos defeitos, mas com nossas qualidades, com nossos pontos valiosos. Assim não pensemos e apontemos nossos pontos fracos, nossos defeitos. Concentremos-nos em nossos pontos fortes, nossas qualidades.

As ferramentas então entenderam que o martelo era forte, o prego era necessário, o parafuso unia e dava resistência, a lixa era especial para limar e afinar asperezas, o metro e o serrote eram preciosos para a exatidão.
Descobriram então que eram uma equipe capaz de produzir móveis de qualidade. Sentiram alegria de trabalhar juntos.
É fácil encontrar defeitos, qualquer um pode fazê-lo. Mas, encontrar qualidades, isto é para os sábios.
Deus é o carpinteiro, nós, suas ferramentas, os dons espirituais são nossas qualidades espirituais. E todos têm defeitos por que somos seres humanos e pecadores.
Porém, juntos, como Igreja, nos amando, nos unindo e nos compreendendo, podemos com a direção de Deus fazer grandes coisas para a Glória de Deus.
Que assim seja!

Pr. Magdiel G Anselmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...