quinta-feira, 31 de maio de 2012

A relevância do Ensino Cristão constante e sistemático

Este assunto é de suma importância para a Igreja de Cristo, e dentro do plano de Deus existe uma ênfase a isso, basta observar como o Senhor estabeleceu a atuação da Igreja. Quando vemos que Deus salva e automaticamente distribui dons espirituais para os salvos vocacionando-os para serviços ou ministérios dentro do corpo de Cristo (Igreja), temos que observar então que vários dons espirituais são dados por Deus para atuação na área de ensino, seja direta ou indiretamente.
Além do dom de ensino ou de mestre que está direcionado obviamente para a educação cristã do salvo há outros que respaldam, secretariam ou complementam este dom espiritual como: o dom de administrar, de governos, de palavra de sabedoria, palavra de conhecimento, de exortar além de dons espirituais que necessitam do complemento do dom de ensino como o de pastor e o de profeta. Percebe-se que Deus esteve “preocupado” com o crescimento do salvo, por isso dá a ele totais condições para isso, através dos dons espirituais e dos ministérios da Igreja de Cristo.
O próprio Senhor Jesus Cristo deu muita importância ao ensino constante e sistemático, usando várias formas e métodos de ensino para incultar nos discípulos aquilo que eles precisavam saber. Somente depois de anos ao lado do Mestre é que foram enviados para evangelizar os perdidos, e isso aconteceu com muitas outras pessoas ao longo da história bíblica.  
Se tivermos o interesse em estudar mais profundamente os dons espirituais verificaremos que o ensino cristão constante e sistemático é um objetivo de Deus e que Ele forneceu as ferramentas para se alcançar com êxito este objetivo.
Portanto, para se estar dentro do plano de Deus e conseqüentemente agradar ao Pai é necessário também dar a importância devida a este assunto, buscando descobrir os dons espirituais que temos e os utilizar nos ministérios (serviços) a que fomos vocacionados com responsabilidade, visando à edificação da Igreja e a glória de Deus.
As colunas basilares do Cristianismo têm que ser ensinadas aos seguidores de Cristo constantemente e de forma que estes aprendam e apliquem no quotidiano. As doutrinas fundamentais, os princípios para uma vida cristã sadia, o conhecimento da Bíblia e a interpretação correta de seus textos devem ser a meta de todo líder evangélico para com o povo de Deus a que eles estão liderando.
Os apóstolos tiveram esta preocupação e passaram grande parte de suas vidas ensinando aos já salvos os princípios e valores de Deus. A maior parte do NT se constitui de ensinamentos a crentes. As cartas paulinas, petrinas e joaninas são todas destinadas a ensinar e doutrinar crentes em várias situações que se apresentavam e independente disto, ensinar as principais doutrinas evangélicas aos novos na fé.
Mas, o ensino não se restringe ao NT, os livros do VT também são repletos de exemplos de quão importante é estudar as Escrituras Sagradas.
Os profetas vez por outra afirmavam isso e todos os grandes expoentes bíblicos do VT eram pessoas que buscavam conhecer e estudar as Escrituras que existiam na época, pode-se  perceber isto claramente em Josué 1:1-9; Deut. 17: 14-20; 31:9; Salmo 119: 97-105; Provérbios 3:1-8;  Êxodo 13:9 e tantos outros...
O estudo da Palavra de Deus de modo sério e responsável é uma orientação divina e cabe a todo crente obedecê-la.
Mas, qual a importância prática deste ensino constante e sistemático para o crente? O que ele proporciona para sua vida?
Posso responder a esta pergunta lembrando como é o processo de salvação.
Sabe-se que a doutrina da salvação é dividida, resumidamente, em regeneração, justificação, santificação e glorificação. Todos estes são aspectos da doutrina da salvação, ou seja, da soteriologia.
A regeneração e a justificação são processos instantâneos na pessoa alvo da ação salvadora de Deus, o que isso quer dizer? Significa que uma vez o Evangelho sendo comunicado a essa pessoa por meio da pregação pública do Evangelho ou do evangelismo pessoal e o Espírito Santo a convencendo do pecado, da justiça e do juízo levando-a pela fé a tomar uma decisão pensada e concreta de entregar sua vida a Cristo reconhecendo-O como seu único e suficiente Salvador pessoal e Senhor de sua vida, automaticamente esta pessoa passa a ser regenerada e justificada por Deus. Ela é convertida e nascida de novo pelo Espírito e então agora é reconhecida por Deus como filha por adoção mediante a fé na obra salvífica de Cristo, e isso por causa da graça de Deus (Efésios 2: 8,9).
Portanto, a salvação instantânea, ou seja, a justificação e a regeneração acontecem na conversão do pecador, já a santificação é um processo contínuo e difere de uma pessoa para outra. Este processo é diferente de uma pessoa para outra devido ao nível de conhecimento que esta pessoa tem de Deus através de Sua Palavra, levando-a a transformar seu antigo comportamento pelas orientações bíblicas.
A busca pelo conhecimento bíblico também leva este crente a ter uma intimidade maior e crescente com Deus, ajudando assim a mudar conceitos e valores antes mundanos para agora divinos.  Tudo isso direciona este crente para uma vida diária e constante de oração e estudo da Bíblia e uma profunda preocupação em agradar a Deus em tudo que faz e fala.
Como vemos, o conhecimento da vontade de Deus é importantíssimo neste processo de santificação. É aí que entra o ensino como instrumento de transformação na vida do crente, pois é através dele que se encontram os melhores meios e recursos para aprender e compreender as Escrituras. Quanto mais cedo se começa a estudar, mais cedo se tornará um crente maduro.
A Escola Bíblica Dominical (departamento este voltado para todas as idades), os estudos bíblicos sobre doutrinas básicas do Cristianismo, os discipulados  para  novos-convertidos assim como para crentes já adultos, os cursos periódicos para aperfeiçoamento e treinamento de líderes, os grupos familiares enfocando assuntos da vida cristã, além da pregação semanal ensinando a congregação os princípios de Deus extraídos da Bíblia e aplicados no dia-a-dia dos membros, são áreas e tarefas inegociáveis da Igreja, ou seja, tem que existir em toda denominação ou grupo evangélico, pois disto depende o crescimento do povo de Deus.
É através disto que o Espírito Santo ensina para na ocasião oportuna e necessária nos fazer lembrar tudo que temos aprendido (João 14: 26).
Portanto, a santificação é diretamente vinculada ao ensino constante e sistemático das Escrituras.


Por que ensino constante? Por que ensinar de quando em quando as mesmas coisas às mesmas pessoas?

Respondendo estas perguntas, entendo que os princípios e valores de Deus bem como todas as orientações, doutrinas e exemplos bíblicos devem ser constantemente ensinados ao povo de Deus.
Por quê?
Porque é desta forma que não esqueceremos estes assuntos e acima de tudo, a cada vez que você lê, medita ou estuda um destes assuntos, o Espírito Santo lhe fala ao coração e nos revela algo novo que talvez tenha passado despercebido nas outras vezes que estudamos tal assunto.
Claro que a interpretação da Bíblia sempre vai ser a mesma, pois ela não é de particular interpretação (2 Pedro 2:20,21), porém, o Espírito Santo pode chamar-nos atenção para um ponto que não tínhamos notado e que justo ali  Deus quer ensinar-nos algo. Isso pode acontecer quando estamos meditando em um texto, ouvindo alguém ensinar em uma aula de EBD, ou em um estudo bíblico, em um grupo familiar, em um grupo de discipulado, enfim, nas diversas atividades em que o ensino está inserido sendo objeto de edificação da Igreja.

Por que ensino sistemático?

Bem, para responder a esta pergunta posso me valer dos mais variados exemplos e personagens bíblicos. Deus age nos relatos bíblicos sempre com organização e planejamento. Deus sempre teve tudo muito bem planejado e coordenado, não havia nada feito de improviso ou de forma desordenada.
Todas as pessoas usadas por Deus para missões específicas seguiam a orientação de Deus, ou seja, o plano que Deus já havia estabelecido.
Vemos isso com os profetas, com os patriarcas, com os apóstolos e com o próprio Senhor Jesus Cristo quando encarnado, dando-nos exemplo de como trabalhar para o reino de Deus com objetivo e dentro de um pré-planejamento.
Já que as Escrituras Sagradas nos mostram que a obra de Deus é feita de forma planejada e organizada, chegamos então à óbvia conclusão que o ensino cristão também deve seguir esta mesma premissa.
O ensino deve ser planejado e organizado, é recomendável seguir um sistema progressivo para que o alimento espiritual seja ingerido e deglutido pelo salvo em Cristo desde os seus primeiros passos na fé. Este sistema ou seqüência deve ter respaldo e orientação bíblica.
O que estou querendo dizer com isso?
Alguns líderes começam a ensinar novos crentes assuntos sem uma seqüência bíblica ou mesmo sem qualquer tipo de seqüência pré-determinada.
Por exemplo, ensinar sobre o dragão no livro de Apocalipse, sobre a doutrina dos anjos, sobre qual o tamanho da arca de Noé ou sobre os usos e costumes de uma denominação evangélica qualquer para alguém que está sendo evangelizado ou iniciando sua vida cristã é algo sem sentido e improdutivo.
Outros líderes não se importam nem se estão sendo claros ou se os ouvintes estão entendendo, talvez por medo ou despreparo. Também dar prioridade aos novos e esquecer-se dos mais antigos é um grave erro. Por isso a importância de uma seqüência progressiva e um sistema de ensino abrangente a todas as idades “espirituais” e naturais.
O Senhor Jesus enquanto aqui no mundo seguiu uma ordem de ensinos e se utilizou de vários métodos de ensino. Após escolher e chamar Seus discípulos ensinou-os como ser salvos, após entenderem isto os ensinou como agir sendo salvos e quando morreu na cruz e ressuscitou apareceu a estes ensinando qual o trabalho que tinham a realizar agora, já que eram salvos e sabiam como se portar.
Perceba a seqüência de ensinos e finalmente a ordem de servir ao Senhor com a gama de informações e orientações  que lhes foram  ensinadas.
O Senhor Jesus também nos ensinou a utilizar métodos de ensino, ou seja, formas de ensinar que levem as pessoas a entender mais claramente o conteúdo do ensinamento. O Mestre usou vários métodos como: perguntas e respostas, preleção, debates, grupos pequenos, parábolas...
Também, o Mestre, se utilizou de vários exemplos visuais para passar a mensagem da salvação como: pássaros, água, pão, crianças, plantas, enfim, usou verdades conhecidas a eles para ensinar sobre verdades desconhecidas aos mesmos.
Os apóstolos seguiam o mesmo sistema e métodos do Mestre, isso deveria nos despertar para esta verdade: “O ensino deve ser sistemático”.


Como então, após toda esta argumentação, devemos ensinar na Igreja?

Creio que se seguirmos a seqüência bíblica, nos ataremos ao correto e ficaremos livres de erros. Um currículo equilibrado e tendo como base o cristão de uma forma integral é levar a Bíblia a sério.
Doutrinas fundamentais do Cristianismo como: A Bíblia (Bibliologia), A criação, O pecado (Hamartologia), Deus (Deus Pai, Cristologia, Pneumatologia), Trindade, A Salvação (Soteriologia), A Igreja (Eclesiologia), As Últimas Coisas (Escatologia) tem que ser ensinados periodicamente e nesta seqüência ensinadas a todos os membros de nossas Igrejas.
Não importa quantas vezes alguém seja ensinado sobre estas doutrinas, pelo menos uma vez por ano todo líder ou pastor deve ensiná-las. Elas são a essência, as colunas basilares do Cristianismo Bíblico.
Outros assuntos importantes para a vida de todo crente também não podem ser esquecidas ou somente ensinadas uma única vez, entre elas ressalto a Mordomia Cristã, Dons Espirituais, Seitas e Heresias, Vida Cristã (oração, meditação, leitura e estudo da Bíblia, memorização) e o Caráter Cristão.
Perceba que se esta seqüência for utilizada e seguida todos os crentes não importando a idade na fé terão alimento adequado para a vida. Com os ensinamentos regulares e também constantes da EBD, as pregações dominicais, discipulados para novos-convertidos mais os grupos familiares se houver, têm-se então uma Igreja ensinadora e com certeza colhendo frutos para a glória de Deus com crentes maduros, ativos e responsáveis.
Além disso, os cursos de treinamento e aperfeiçoamento de líderes nas mais variadas áreas e departamentos da Igreja também são importantes e devem  ter seu lugar garantido no planejamento anual de toda congregação local . Os que militam na área de ensino também devem ter uma atenção especial por parte do pastor, pois são uma ajuda relevante a seu ministério, claro que se bem orientados, treinados e capacitados para este fim.
Por isso a existência dos cursos de aperfeiçoamento e treinamento. Todo líder ou ensinador deve vez por outra sentar para ouvir e aprender, não importando quanto tempo tem de crente, qual sua idade ou qual sua posição de liderança. Já dizia alguém que “ quem não serve para aprender, não serve para ensinar”. O bom líder e ensinador sempre está aprendendo e estudando, sempre está pronto a ouvir e é humilde em refletir sobre o que ouve.
Vale aqui o exemplo de Moisés em Êxodo 18: 13-27.
Neste relato bíblico vemos a humildade de Moisés, escolhido por Deus para libertar o povo da escravidão egípcia e guiar o povo pelo deserto em busca da terra prometida, profeta de Deus, representante de Deus diante do povo e representante do povo diante de Deus. Mesmo com todo este privilégio e autoridade dado por Deus, ouviu seu sogro Jetro lhe dizer que estava errado e diz a Palavra de Deus que “ fez tudo quanto lhe havia falado”. Moisés era alguém ensinável, sabia discernir o que era certo e o que não era, tinha sensibilidade para entender a vontade de Deus.  Isso nos ensina que mesmo o mais conhecedor e capacitado por Deus para ensinar deve ser humilde em ouvir e aprender com outros.
Quero lembrar que os ensinamentos devem ser transmitidos ou ministrados seguindo o exemplo e orientação do Mestre dos mestres, Jesus Cristo. Os métodos de ensino e os audiovisuais devem ser utilizados para que o conteúdo da mensagem a ministrar seja cada vez mais clara e fácil de entender pelo ministrado. Esta é a forma bíblica de ensinar e o Espírito Santo atua poderosamente quando a Bíblia é seguida.
Finalmente, quando tudo o que foi exposto acima for ministrado à congregação, se houver tempo e espaço para ensinar sobre assuntos secundários, aí sim se pode fazê-lo, pois a curiosidade humana é imensa e vez por outra podemos ensinar sobre estes assuntos sem, todavia dar a eles o valor e a prioridade que não tem.
Assuntos como “cura interior, quebra de maldições, mapeamento espiritual, prosperidade material como prioridade, determinar benção” e tantos outros absurdos e heresias serão naturalmente extirpados da Igreja, pois ao estudar a Bíblia com suas doutrinas e ensinos para o dia-a-dia e orientações contra os falsos ensinos, o crente estará conhecendo o que realmente é a Verdade e o que é simplesmente “invencionice” ou má intenção de algumas pessoas que se dizem evangélicas. A melhor forma de proteger o rebanho de Deus é ensinar-lhe a Bíblia de forma constante e sistemática com unção e sabedoria dos céus.
Quero finalizar este artigo afirmando que a Igreja tem todas as ferramentas e orientações necessárias para ser uma instituição ensinadora e formadora de homens e mulheres de Deus e para Deus. Os dons espirituais e ministérios dirigidos por eles, um ensino constante e sistemático tendo em vista a seqüência e modelos bíblicos mais uma responsável liderança supervisionando e coordenando todas estas atividades terão como conseqüência uma atuação poderosa e nítida do Espírito Santo em todo este processo. Isto será visível à medida que vidas forem sendo salvas e acrescentadas a este grupo para serem nutridas pelo ensino sério e puro da Palavra de Deus.
Que o Mestre de todos os mestres abençoe e proteja todos os que foram chamados e vocacionados por Ele para ensinar em Sua Igreja.

Que eles tenham a iluminação do Espírito Santo para tão grandiosa obra e nunca esqueçam que são meros instrumentos da atuação de Deus e louvem a Ele por este privilégio e por este ministério.
Que Deus seja exaltado e glorificado no e através do ensino de Sua Igreja! Amém.


Sola Scriptura !!!


Pr. Magdiel G Anselmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...