quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Discernimento, esta é a palavra de ordem!




"Estou plenamente certo de que aquele que começou a boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus"

Filipenses 1: 6.



A doutrina da salvação (Soteriologia) possui vários aspectos. Entre eles há a regeneração. Claro que não quero aqui escrever um compêndio teológico sobre tal questão, porém desejo trazer alguns argumentos que tem-me feito refletir já há algum tempo.
A forma como administramos nossa vida cristã e até mesmo como e o que pregamos, ensinamos e aconselhamos, como é o caso de pastores, pregadores e ensinadores da Palavra, demonstra como pensamos e entendemos sobre o assunto aqui proposto.
E muito mais, demonstra como tratamos as pessoas e as questões particulares e também as coisas da e na Igreja. 
Vejamos... 
A regeneração é prometida por Deus àqueles que receberam do Senhor tão grande salvação em Cristo Jesus. Deus promete que a obra que começou, será continuada.
A justificação, adoção e regeneração são realizadas no momento em que o pecador, ciente por obra do convencimento do Espirito, de sua situação de condenado ao inferno, arrepende-se de seus pecados, cre que somente Jesus Cristo pode salva-lo e confessa-O como seu único Salvador e promete segui-lo e servi-lo para sempre. A Partir daí, o processo de santificação se inicia. A obra uma vez iniciada não para.
Porém, já houve a transformação inicial. Já existe uma nova criatura. O espírito do pecador já foi vivificado por obra do Espírito Santo. Ele já passou a entender as coisas espirituais. Já não é mais "homem natural".
A sua mente e os seus sentimentos foram impactados pela operação poderosa e transformadora da Palavra de Deus e agora tem como "Mestre" e "Consolador" o Espírito Santo em todos os momentos de sua existência.
O aprendizado tem sequência e o agora salvo passa a cada dia conhecer mais seu Deus e Sua vontade.
O próprio Senhor afirma em Sua Palavra que ninguém mais os condenará, que não há acusação contra estes e por fim que ninguém os arrebatará de Suas mãos. São agora "propriedade exclusiva do Senhor".

Esta é a revelação de Deus sobre o assunto.
Mas a realidade da nossa irmandade não reflete isso. Alguns diriam: O ideal não é o real. Bom provérbio, porém quando se refere ao que Deus afirmou não funciona. O que Deus diz que acontecerá, tem que ocorrer, senão Ele não seria Deus.
Alguns questionamentos então povoam a mente de muitos:

Como pode então alguém que foi alcançado por essa salvação, não demonstrar frutos de arrependimento em sua vida (conduta, comportamento, conceitos e postura)? Não demonstrar o fruto do Espírito? Como pode não mudar sua forma de ver as coisas e de se pronunciar diante das diversas situações, dilemas e circunstâncias da vida?
Será que "uma nova criatura" continua com os mesmos métodos e procedimentos de sua velha vida e mesmo com o passar do tempo nada muda?
Será que estamos entendendo a salvação como algo superficial e a confirmamos quando alguém faz parte de uma denominação ou se "enturma" com os demais crentes?
Será que quando criticamos a Igreja, afirmando que ela está em decadência ou contaminada, não estamos confundindo a Igreja com algo que não é ela?
Será que não estamos confundindo e misturando os salvos com os não salvos em nossos discursos e argumentações apologéticas?
Ou será que o que Deus afirma sobre a obra que opera em cada um daqueles verdadeiramente salvos não nos traz convicção e certeza para corroborarmos com Ele?
Será que a realidade do convívio com os joios não tem cegado nossos olhos espirituais para enxergar que o próprio Deus é quem justifica Sua Igreja? E que ela continua sendo para Ele "a menina de Seus olhos"?
E por fim, não pode ser uma estratégia demoníaca, gastarmos tanto tempo e energia, propagando os problemas, defeitos, escândalos e contendas de pessoas nas igrejas ao invés de ressaltarmos e acentuarmos que Jesus virá buscar Sua Igreja? Não a pseudo-igreja, mas a verdadeira e pura Igreja que mesmo com todas os ataques externos e internos será arrebatada às nuvens e glorificada pelo Senhor.
Os falsos crentes não serão enviados de satanás para trazer transtornos e perturbações e para que mesmo os verdadeiros crentes generalizem a Igreja como sendo um ajuntamento de pessoas sem escrupulos ou caráter?
Será que quando nos atacamos, não nos juntamos as fileiras do mal?

Precisamos entender, de uma vez por todas, que a obra que Deus inicia em uma pessoa irá continuar. Frutos virão. E se não vierem, porque não houve verdadeira conversão. E, sendo assim, não é este, participante da Igreja de Cristo e não podemos contar os outros  com eles.

A falsa igreja existe e esta aí para enganar e perturbar os "santos".
A verdadeira Igreja existe e, mesmo expressa em diversos grupos ao redor do planeta, está aí trabalhando, servindo a seu Senhor (pregando, ensinando, evangelizando, adorando...)
A diferença entre elas é que uma segue olhando para Jesus e não para as tempestades, enquanto a outra tenta fazer-nos olhar para o mar bravio e os fortes ventos, tentando a todo custo que afundemos.
Tenhamos discernimento para distinguir entre uma e outra. 




Pr. Magdiel G Anselmo.

3 comentários:

  1. OLÁ PR.
    PARABÉNS PELA INICIATIVA DE ABORDAR TAL TEMA.

    1ºCREIO QUE A SALVAÇÃO É UM ATO DELIBERADO DA PARTE DE DEUS EM RELAÇÃO AO HOMEM. POIS, A REGENERAÇÃO É PROMOVIDA PELO E.SANTO JUNTO AO HOMEM CAÍDO, TRANSPORTANDO-O DAS TREVAS PARA MARAVILHOSA LUZ DE CRISTO.

    2º A FÉ SALVIFICA É DADIVA , PRESENTE DE DEUS, QUE SE MANIFESTA MEDIANTE A REGENERAÇÃO.

    3ºAGORA, O QUE EXISTE EM NÓS SÃO DUAS NATUREZAS.
    VELHA NATUREZA: QUE ME INCLINA AO PECADO.
    NOVA NATUREZA: QUE ME INCLINA PARA AS COISAS DE DEUS.

    PORTANTO, EXISTE UMA GUERRA, LUTA PELO CORAÇÃO DO HOMEM, UMA DUBIEDADE HABITA NOSSO PEITO, OBVIAMENTE, A VELHA NATUREZA ME INCLINA PARA AS COISAS PECAMINOSAS, ENQUANTO A NOVA ME INCLINA
    PARA AS COISAS DO ALTO..

    DE MANEIRA QUE PAULO NOS DIZ PARA "MORTIFICAR NOSSA CARNE", "SEPULTAR TODOS OS DIAS NOSSO VELHO HOMEM", PARA QUE DE FATO, A NOVA NATUREZA ME CONDUZA AO PAI ETERNO....

    CLARO, QUE AINDA PECO... POIS SOU PECADOR, PORÉM REGENERADO... PECO MAS COMO DISSE PAULO " O PECADO NÃO TERÁ DOMINIO SOBRE VÓS".
    PORTANTO, CONCORDO COM O AMIGO, SOMOS SALVOS, REGENERADOS... PORÉM, EU TENHO QUE MORTIFICAR, SANTIFICAR A MINHA VIDA NO ALTAR DO SENHOR, SEM ALIENAÇÕES...

    NÃO POSSO VIAJAR DE UM POLO A OUTRO..COMO OS METODISTA QUE ACREDITAM QUE O HOMEM "PODE" VIVER SEM PECAR, (DOUTRINA DA IMPECABILIDADE)...ISSO É PELAGIANISMO PURO...PECO...PORQUE ESTOU NA CONTINGENCIALIDADE DO TEMPO PRESENTE.

    CONCLUO COM A ORDEM IMPERATIVA DO APÓSTOLO: "Digo, porém: Andai no Espírito, e jamais satisfareis à concupiscência da carne" (Gálatas 5:16)

    CARLOS HERRERA
    cativosporcristo.blogpost.com
    herrera-c@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. A paz do Senhor Jesus Pr. Magdiel que Deus continue lhe dando sabedoria, para sempre estar postando essas mensagens que edificam, muito bom o seu blog, ja estou seguindo se quiser me seguir:
    www.jesusdentrodobarco.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Pr. Magdiel, Graça e Paz!

    Boa reflexão. "Será" (e suas derivações) é a palavra que mais se repete nela. Será? "To be or not to be, that is the question".
    Será que não estamos diante de um quadro profético de apostasia? Será que isso não aponta também para uma restauração daquela que foi pensada para ser "a menina dos olhos de Deus"? Será...
    A soteriologia inclui, além da justificação e regeneração e santificação, a perserverança. E tanto a santificação quanto a perseverança envolvem a parte do homem. Será que os homens estão fazendo a sua parte? Será que estão perseverando...na fé, na comunhão, no partir do pão, nas orações, na doutrina dos apóstolos...será...?
    Como diz o antigo hino: "Que não passe de nós o Teu Espírito; Que tudo o que foi dito a nós venha se cumprir. Que não seja preciso que se levante outra geração que vá avante. Venha sobre nós e realize o Teu querer".
    Um grande abraço!
    Graça e Paz!

    ResponderExcluir

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...