segunda-feira, 5 de novembro de 2012

A VIDA DURA DE UM TEÓLOGO

Talvez o título deste texto deixe a impressão em alguém de uma certa arrogância, mas é bem o contrário. Um teólogo não é nada mais que um cristão que deseja aprender com mais profundidade a Palavra de Deus para poder abençoar a outros, ensinando o que aprendeu de forma correta e fiel as Escrituras Sagradas.
Além disso, um teólogo cristão biblicamente falando é uma pessoa que almeja não somente conhecer superficialmente a Palavra de Deus mas se alimentar de todas as suas nuances em detalhes desvendando pelo Espírito aquilo que antes não podia entender por falta de conhecimento.
Um teólogo de Deus não se caracteriza por interesses pessoais, politicagens e ambições desmedidas, marcas claras do teólogo oportunista, desonesto e que corrompe a seu favor a interpretação e aplicação correta e adequada da Palavra de Deus.
Um bom teólogo não se engrandece de saber mais que outros, não se ensoberbece por conhecer as linguas originais, hermenêutica, homilética, teologia sistemática, exegese, e outras disciplinas da grade dos bons cursos teológicos. O bom teólogo sabe que quanto mais ele sabe e aprendeu, mais se tornou servo de Deus e da Igreja. Ele sabe que o conhecimento adquirido não é somente pra ele, mas para tantos ele conseguir transmiti-lo com responsabilidade e humildade. Ele sabe que sua prestação de contas será grande diante do Senhor.
Esta vocação/paixão e abnegação deveriam levar esta pessoa a ser compreendida com alegria e satisfação pelos outros irmãos que não tiveram ou puderam ter esta oportunidade, pois através dela Deus pode abençoar a tantos outros e as pessoas deveriam motiva-la cada vez mais a ser este canal de bençãos para a Igreja.
Mas na maioria das vezes o teólogo mal pode revelar que assim o é. Ele sabe que muitas vezes será entendido como arrogante, orgulhoso e até mesmo alguém com complexo de superioridade. A palavra teologia soa para muitos como algo danoso e até diabólico e muitos cristãos, inclusive "obreiros" evitam a palavra para não trazer problemas.
Quando alguém se levanta para ensinar a Palavra de Deus com autoridade vinda do conhecimento que obteve em anos de dedicação em sala de aula, em noites em claro estudando a Bíblia, horas de estudo acompanhadas de oração, acaba se tornando incompreendido e um inimigo a ser combatido.
Muitos líderes medíocres ainda se sentem inseguros e incapazes diante do conhecimento bíblico de muitos teólogos e fazem de tudo para que saiam de "suas igrejas" e não "atrapalhem" seus ministérios.
Por isso muitos teólogos se decepcionam com a Igreja e se escondem aceitando a condição de incompreendidos. Lançam em terra todo esforço e bom propósito de anos de trabalho duro. Lamentavelmente enterram seus talentos. 
Felizmente, ainda existem grupos que entendem a relevância de alguém que se dedicou ao ensino das Escrituras e que renunciou a anos de comodidade para se tornar teólogo. Ainda bem que ainda existem "bereanos" em nossos dias.
Ainda existem irmãos e irmãs que procuram homens e mulheres que os ajudem a entender as Escrituras de forma honesta e que os levem a boa interpretação destas. Ainda existem pessoas que desejam ser abençoadas.
São esses que fazem a vida dura de um teólogo valer a pena...
Graças a Deus, ainda existem homens e mulheres que não desanimam e pagam o preço para abençoar outros.
Ainda existem os bons teólogos...

Toda glória, honra, louvor e poder sejam dados a Deus.

Pr. Magdiel G Anselmo. 

2 comentários:

  1. Pr. Magdiel:

    Este texto reflete, infelizmente, a presente realidade da Igreja Evangélica no Brasil, cada vez mais humanizada, onde a Palavra de Deus, ensinada como ela é, pouco interessa aos crentes.
    Mais interessa saber como "obter bênçãos" a partir da "manipulação de Deus" (como se isso fosse realmente possível), por meio de decretos positivistas e palavras de ordem.
    O Logos está perdido na Casa de Deus, como no tempo do sumo sacerdote Hilquias e do escrivão Safã (II Rs 22.8). E, com isso, Teos também (sic)...
    Graças a Deus, existem 7.000 joelhos que não se dobraram a Baal, não se conformando com o presente século, mas permitindo que a mente seja renovada a cada dia!

    Graça e Paz!

    Pr. Ricardo.
    http://apenas-para-argumentar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Vida Dura, cheia de desafios. Honestamente, prefiro a tarefa árdua de ser teólogo. Não quero desistir de lutar pela Igreja. O teólogo é chamado para servir, e isto requer de nós compromisso , fidelidade, espírito profético e perseverança. Dou graças ao Deus eterno por esta tarefa. Grande Abraço Magdiel!

    ResponderExcluir

Faça seus comentários. Sua opinião é importante. Participe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...